Início >> Noticia >> Pro Paz Cidadania atende aproximadamente 2 mil pessoas no município de Salinas
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Pro Paz Cidadania atende aproximadamente 2 mil pessoas no município de Salinas

sexta-feira, 13 Abril, 2018
Durante dois dias a caravana Pro Paz esteve, no município de Salinas para combater o subregistro emitindo documentos básicos de forma gratuita. Os serviços foram direcionados para cerca de 1.952 pessoas que foram atendidas no Ginásio Poliesportivo Zeca Faustino, entre quarta (11) e quinta - feira (12).
 
Para Janiel Santos, de 18 anos, que estava em busca de retirar sua primeira via de identidade foi uma ótima oportunidade “Hoje em dia é difícil tirar os documentos eu já estava a um ano e meio tentando retirar minha identidade e não conseguia.  Vai me ajudar muito porque eu já tenho trabalho e agora vou poder trabalhar de carteira assinada”, concluiu.
 
“ A melhor coisa que aconteceu aqui hoje foi esta ação, eu vou casar e para isso eu precisava renovar minha certidão de nascimento e a ação chegou em uma boa hora, estou falando por mim mas eu acredito que todos que estão aqui se beneficiaram de alguma forma”, disse Angela de Lima, 40 anos, moradora de Salinópolis que retirou sua certidão de nascimento de forma gratuita durante a ação.
 
Além da carteira de identidade e CPF, o aconselhamento jurídico também foi bastante solicitado. A Fundação Pro Paz é responsável pela operacionalização das caravanas e conta com a parceria das Secretarias Extraordinária de Municípios Sustentáveis e de Assistência (Semsu), Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), assim como Defensoria Pública do Estado do Pará, Polícia Civil e Secretarias Municipais de Assistência Social das cidades atendidas.
 
O próximo município a receber a ação é Santarém Novo, nos dias 14 e 15, na Escola Municipal Conceição Pimentel. Os serviços disponíveis para a população são os seguintes: emissão de certidão de nascimento, RG, foto 3x4, ID Jovem, identidade de nome social, aconselhamento jurídico (podendo fazer o reconhecimento voluntário de paternidade), entre outros.  (colaboração Mayara Souza)
 
Por: Emanuele Corrêa