Início >> Noticia >> Alunos de Baião ganham reforço na preparação para o Enem
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Alunos de Baião ganham reforço na preparação para o Enem

segunda-feira, 6 Agosto, 2018

“Quero estudar e ser odontóloga”. Esse é o sonho de Naiara da Silva, 17 anos, uma dos quase duzentos alunos que participaram do primeiro aulão do Pro Paz Enem do segundo semestre em Baião, neste sábado (4). A estudante mora no município e é de uma família remanescente de quilombos. Até o sétimo ano estudou lá mesmo na comunidade que nasceu, Araquembaua, que fica a 40 minutos de barco do centro de Baião e vive da agricultura e pesca para subsistência.

“Lá meus familiares pescam para gente consumir e a gente também tem roça de mandioca, mas pouco é vendido, é mais pra consumo nosso mesmo”, explica a estudante que, com sorriso no rosto, diz gostar muito da sua comunidade.

A vinda para Baião possibilitou que ela e os irmãos, Micele, 20 anos, e Jackson, 19 anos, pudessem pensar em um futuro diferente, e ele incluía um curso superior, por isso a importância de uma boa nota na prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), requisito para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SiSU), voltado para quem deseja estudar em instituições públicas de ensino do Brasil; o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que financia cursos não gratuitos em instituições privadas; e o Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferta bolsa de estudo parciais e integrais para a graduação, por isso a preparação é essencial.

“Quando meu pai faleceu viemos morar aqui em Baião, mas meus familiares moram todos lá. Aqui a escola me motivou mais e eu comecei a pensar em futuro, em qual seria minha profissão. Me inspiro nos meus irmãos que hoje estão na universidade”, disse a estudante que concluiu o ensino médio no ano passado e pretende entrar na universidade através do Enem este ano.

Assim como os outros participantes do aulão do Pro Paz Enem, Naiara passou a manhã de sábado concentrada em cada uma das aulas que visa levar dicas de estudo, conteúdo diferenciado e, acima de tudo, motivação para os alunos da capital e do interior.

“A gente sabe que é importante se preparar e estudar sempre porque o desafio é grande, muita gente quer entrar na universidade e ter um futuro melhor. Esse é o segundo ‘aulão’ que assisto na cidade e gostei muito do dinamismo, de como os professores nos motivam. A gente precisa desse incentivo”, completou.

Jucenilda Rocha, 16 anos,  chegou cedo e sentou na primeira cadeira do auditório da Escola Imaculada Conceição. A motivação dela vem de um sonho que ela considera ousado, ser médica. “Eu sei que é muito difícil entrar na universidade neste curso e, é por isso, que eu tenho que me dedicar ainda mais”, disse sorrindo a aluna do terceiro ano do Ensino Médio da Escola Estadual Francisco Nogueira da Costa Ramos. “Além de ir para as aulas de manhã eu também estudo a tarde em casa e a noite frequento o cursinho. É assim que tem que ser!”, acrescentou.

Para ela, o ‘aulão’ é mais uma oportunidade de aprender e ter forças para encarar o desafio. “Vim e gostei porque os professores nos dão exemplos que nos ajudam a assimilar o conteúdo. A melhor parte é quando eles nos motivam, porque para gente buscar um sonho a gente precisa disso”, disse.